Boqueirão FM
Boqueirão FM - Por JMultimidia.com.br - Versão: (Beta)
 
FacebookTwitterMSN Fale Conosco (88) 3536-1583
Rádio Boqueirão FM
 
Pgina Inicial A Rdio Programao Equipe Notcias Fotos Vdeos Agenda Promoes Mural Contato
noar
Ouvir a Rádio Rádio Boqueirão FM
.
A NOITE É SUA
De 20:00 às 22:00
Ampliar Imagem
pedidos
enquete
Você acha correto a CAGECE multar quem desperdiça água lavando calçadas e ruas; lavando motos e carros?

SIM
NÃO

promocoes
Nenhuma promoção cadastrada!
Cadastrar-se   Ver Todas As Promoções
previsao
Siga-nos no Twitter promocoes
Marcos Pereira
Locutor
Mais detalhes
Boqueirão FM - Por JMultimidia.com.br - Versão: (Beta)
Notícias - Rádio Boqueirão FM voltar
NOTICIAS
Transferência das águas do Açude Orós, motiva protestos
Transferência das águas do Açude Orós, motiva protestos


 Agricultores, piscicultores e moradores deste município e de Quixelô, no Centro-Sul do Estado, realizaram uma pequena manifestação, na manhã de ontem, na parede do Açude Orós, em protesto à decisão de transferência de água do referido reservatório ao Açude Castanhão. Segundo eles, a medida vai causar grande impacto em milhares de famílias ribeirinhas que dependem, exclusivamente, das águas do manancial para sobreviverem.


O presidente da associação dos irrigantes de Icó, Valdeci Alves Ferreira, se diz preocupado com a grande quantidade de água a ser liberada pelo Orós. Ele relata, ainda, que não está ocorrendo vazão para o Açude Lima Campos, o que compromete ainda mais a agricultura irrigada de 65 colônias. Segundo ele, somente no perímetro Icó/Lima Campos são sete mil pessoas que trabalham na agricultura irrigada, numa área de 10.400 hectares. "É um absurdo o que estão fazendo com a gente", desabafa. O irrigante afirmou também que ele e mais dois presidentes de associações entraram com ação na Justiça Federal para garantir a sobrevivência das comunidades envolvidas com a agricultura no local.

Em Orós, segundo informou o membro do Comitê da sub-bacia do Alto Jaguaribe, Paulo Landim, o número de afetados será grande. "A colônia de pescadores possui 1,2 mil cadastrados. Fora isso, são 700 famílias que vivem da produção de tilápias e 12 comunidades, com cerca de 60 famílias cada, também dependem diretamente das águas do manancial. A quantidade de pessoas prejudicadas será significativa", acrescenta.

Publicado dia 30/07/2016 às 12:02:08

 
TODAS AS MATÉRIAS DA SEÇÃO NOTICIAS
22/08/2016 - Associação do Sítio Buxaxá realizou eleição para escolha dos nov...
22/08/2016 - Câmara Municipal realizou solenidade para entrega de Moções de Reci...
22/08/2016 - Lavras completou dia 20, 134 anos de elevação à categoria de Cidade
22/08/2016 - COGERH continua Intensificando fiscalização ao longo do Riacho do Ro...
22/08/2016 - Redução em volumes dos reservatórios da Bacia do Salgado preocupa e...
22/08/2016 - Polícia recupera moto roubada durante o final de semana em Lavras
05/08/2016 - Comissão Gestora do Açude Rosário definiu novas normas para uso da ...
05/08/2016 - Após Intensa Troca de Tiros, Polícia recupera carga roubada em Lavra...
05/08/2016 - Associação dos Moto-Taxistas realiza entrega de coletes de identific...
05/08/2016 - Festividades alusivas ao padroeiro do Bairro Novo Horizonte tiveram in...
PUBLICIDADE
Diminuir Texto Aumentar Texto
top10
Documento sem título
LUAN SANTANA
Chuva de arroz
Documento sem título
BRUNO E BARRETO
Eu quero é rolo
Documento sem título
MARCOS E BELUTTI
Aquele 1%
Documento sem título
VICTOR E LÉO
Tempo de amor
Documento sem título
JADS E JADSON
Noite Fracassada
Documento sem título
CESAR MENOTTI E FAB... 
Tô mal
Documento sem título
LEONARDO
Dona do meu destino
Documento sem título
HENRIQUE E JULIANO
Na hora da raiva
Documento sem título
CLEBER E CAUÃ
Sonho
Documento sem título
JOÃO BOSCO E VINÍ... 
Ponto fraco
publicidades
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Rádio Boqueirão FM
Todos os Direitos Reservados © 2018
Rua Raimundo Sobreira Rodrigues, 170 - Lavras da Mangabeira-CE, CEP: 63300-000
Fone: (88) 3536-1583/ (88) 9234-5976
Desenvolvido por JMultimídia