Boqueirão FM
Boqueirão FM - Por JMultimidia.com.br - Versão: (Beta)
 
FacebookTwitterMSN Fale Conosco (88) 3536-1583
Rádio Boqueirão FM
 
Pgina Inicial A Rdio Programao Equipe Notcias Fotos Vdeos Agenda Promoes Mural Contato
noar
Ouvir a Rádio Rádio Boqueirão FM
Sem locutor!
Nenhum programa cadastrado!
Ampliar Imagem
pedidos
enquete
Você acha correto a CAGECE multar quem desperdiça água lavando calçadas e ruas; lavando motos e carros?

SIM
NÃO

promocoes
Nenhuma promoção cadastrada!
Cadastrar-se   Ver Todas As Promoções
previsao
Siga-nos no Twitter promocoes
Marcos Pereira
Locutor
Mais detalhes
Boqueirão FM - Por JMultimidia.com.br - Versão: (Beta)
Notícias - Rádio Boqueirão FM voltar
NOTICIAS
Mãe mata filha de apenas 03 meses alegando problemas financeiros No Paraná
.


 A diarista Maria Geni Lourenço de Oliveira, de 41 anos, matou a filha de apenas três dias alegando ter problemas financeiros. O crime aconteceu na casa da diarista que fica no bairro Jardim Panorama, em Ponta Grossa, no Paraná. Ela usou uma um facão para cortar o pescoço da menina e, em seguida, escondeu o corpo dentro de um saco plástico em cima das telhas no quintal da casa.

Para que os vizinhos não suspeitassem do crime, Maria Geni disse que havia dado a criança para adoção. Em entrevista ao Extra, o delegado Josimar Antônio da Silva, da 13ª Subdivisão Policial (SDP), informou que o crime aconteceu na noite de domingo (6), horas depois dela ter deixado a maternidade com a menina. Maria Geni foi presa no dia seguinte por policiais militares, após uma denúncia anônima.

“Ela deixou a maternidade por volta de meio-dia e quando foi meia-noite e meia ela cometeu o crime. Ela praticamente me disse que agiu por questões financeiras, porque é muito pobre. Mas não deu muitos detalhes. Ela ficou tentando achar uma justificativa para o injustificável”, contou o delegado que ouviu a diarista.

Ainda de acordo com Josimar, Maria Geni chegou à delegacia lamentando o crime. “Ela disse para quem apareceu para visitar o bebê que o havia dado”, completou o delegado. A suspeita tem um filho de 20 anos, que não estava na casa na hora do crime.

O facão foi apreendido na casa da diarista e levado para a perícia. Ela irá responder pelos crimes de homicídio e ocultação de cadáver. A polícia vai apurar se a mulher sofre de algum transtorno psicológico.

Publicado dia 11/03/2016 às 17:54:05

 
TODAS AS MATÉRIAS DA SEÇÃO NOTICIAS
22/08/2016 - Associação do Sítio Buxaxá realizou eleição para escolha dos nov...
22/08/2016 - Câmara Municipal realizou solenidade para entrega de Moções de Reci...
22/08/2016 - Lavras completou dia 20, 134 anos de elevação à categoria de Cidade
22/08/2016 - COGERH continua Intensificando fiscalização ao longo do Riacho do Ro...
22/08/2016 - Redução em volumes dos reservatórios da Bacia do Salgado preocupa e...
22/08/2016 - Polícia recupera moto roubada durante o final de semana em Lavras
05/08/2016 - Comissão Gestora do Açude Rosário definiu novas normas para uso da ...
05/08/2016 - Após Intensa Troca de Tiros, Polícia recupera carga roubada em Lavra...
05/08/2016 - Associação dos Moto-Taxistas realiza entrega de coletes de identific...
05/08/2016 - Festividades alusivas ao padroeiro do Bairro Novo Horizonte tiveram in...
PUBLICIDADE
Diminuir Texto Aumentar Texto
top10
Documento sem título
LUAN SANTANA
Chuva de arroz
Documento sem título
BRUNO E BARRETO
Eu quero é rolo
Documento sem título
MARCOS E BELUTTI
Aquele 1%
Documento sem título
VICTOR E LÉO
Tempo de amor
Documento sem título
JADS E JADSON
Noite Fracassada
Documento sem título
CESAR MENOTTI E FAB... 
Tô mal
Documento sem título
LEONARDO
Dona do meu destino
Documento sem título
HENRIQUE E JULIANO
Na hora da raiva
Documento sem título
CLEBER E CAUÃ
Sonho
Documento sem título
JOÃO BOSCO E VINÍ... 
Ponto fraco
publicidades
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Rádio Boqueirão FM
Todos os Direitos Reservados © 2018
Rua Raimundo Sobreira Rodrigues, 170 - Lavras da Mangabeira-CE, CEP: 63300-000
Fone: (88) 3536-1583/ (88) 9234-5976
Desenvolvido por JMultimídia